Abdominoplastia + Lipoaspiração
Para você se sentir bem
Rinoplastia
Estética aliada a boa respiração
Mamoplastia Prótese de Silicone
Sinta-se confiante com seu corpo
Previous
Next
Abdominoplastia + Lipoaspiração
Para você se

sentir bem

Rinoplastia
Estética aliada a

boa respiração

Mamoplastia Prótese de Silicone
Sinta-se confiante

com seu corpo

Previous
Next

Sobre

DR. MARCUS CALAZANS

Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Goiás, com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica na Santa Casa de Misericordia de Goiânia, o Dr. Marcus Calazans atua há vários anos em Goiânia e é membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC).

Sobre

DR. MARCUS CALAZANS

Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Goiás, com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica na Santa Casa de Misericordia de Goiânia, o Dr. Marcus Calazans atua há vários anos em Goiânia e é membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC).

Procedimentos

MAMOPLASTIA

• Mamoplastia Redutora e Lifting das Mamas

• Implante de silicone nas mamas (Prótese de Silicone)

• Mastopexia (Levantamento da Mama)

CIRURGIA ÍNTIMA

• Ninfoplastia ou Labioplastia (Redução dos Pequenos Lábios Vaginais)

• Cirurgia Plástica de Redução do Monte de Vênus

CONTORNO CORPORAL

• Abdominoplastia
• Lipoaspiração
• Lipoescultura
• Gluteoplastia
• Pós Batriátrica ou Grande Emagrecimento

REJUVENESCIMENTO FACIAL

• Blefaroplastia (Cirurgia das pálpebras)

• Cirurgia da face (Lifting facial ou Ritidoplastia)

• Rinoplastia (Cirurgia do Nariz)

Outros

Correção de Cicatriz

Lipoaspiração de Papada

Frontoplastia

Lipo-abdominoplastia

Otoplastia

Correção de Fenda em Lóbulo

Tratamento de Cicatrizes Inestéticas

Toxina Botulínica

Redes sociais

Videos

CONHEÇA MEU CANAL

Esse canal é dedicado a dar informações básicas e tirar dúvidas, de forma leve e descontraída, sobre os temas relacionados à cirurgia plástica. Tem como princípios levar informações relevantes e prestar um serviço de esclarecer e informar a população sobre cirurgia plástica.

Blog

Olá, mundo!

Boas-vindas ao WordPress. Esse é o seu primeiro post. Edite-o ou exclua-o, e então comece a escrever!

Read More »

Depoimentos

Dúvidas Frequentes

Têm coisas que a gente só tem coragem de dizer para o espelho.
E nesse momento aparecem diversas dúvidas sobre nosso corpo.

Quando posso fazer uma cirurgia plástica?
O inverno é a melhor época para realizar cirurgias por vários motivos, como as cintas elásticas não incomodarem tanto, mas as cirurgias podem ser feitas em qualquer época do ano.

Quando posso voltar a ter relações sexuais?
Depende muito do tipo de cirurgia e das condições da paciente, mas, geralmente, após um mês já está liberado. O médico deve sempre instruir o paciente sobre os cuidados no pós-operatório.

Quando posso voltar para a academia?
Normalmente, a academia é liberada após um mês da realização da cirurgia. Mas, dependendo do tipo de procedimento, o paciente pode ser liberado pelo médico antes deste prazo.

É caro fazer cirurgia plástica?
Por determinação do Conselho de Medicina é proibido publicar valores referentes aos tratamentos e intervenções cirúrgicas. Porém, existem muitas possibilidades de fazer um planejamento financeiro.

Após a cirurgia da mama posso me movimentar normalmente?
A recuperação é fundamental em qualquer processo cirúrgico. Após a cirurgia de mama é importante repousar para garantir boa cicatrização e evitar elevar os braços acima dos ombros

É obrigatório o uso de cinta modeladora após a cirurgia?
Sim. O paciente precisa usar cinta modeladora, de um a três meses, após realizar uma lipoaspiração ou lipoescultura, para que os tecidos se acomodem no local adequado.

A partir de que idade posso operar?
Depende da região a ser operada. No caso das orelhas em abano, a partir de 8 anos. As mamas, geralmente a partir dos 18 anos, mas em casos excepcionais de hipertrofia mamária o procedimento é indicado a part

A partir de quanto tempo após o parto ou após amamentar posso operar?
A abdominoplastia é recomendada após 6 meses do parto, mas a indicação deve ser discutida com seu cirurgião. A mamoplastia pode ser realizada após 6 meses do fim da amamentação

Como saber se o médico é realmente um cirurgião plástico?
Procure informações através de pacientes já operados por este profissional e busque informações no Conselho Federal de Medicina ou nos Conselhos Regionais de Cada Estado.

Existem cirurgias sem cicatrizes?
Não. A única oportunidade de uma cirurgia não gerar cicatrizes é se ela for realizada no feto dentro do útero. Fora esta ocasião, todo corte ou cirurgia gera uma cicatriz que é definitiva.

Localização

GOIÂNIA – GO

Ed. Órion Business & Health Complex
Av Mutirão, Nº 2653, Sala 3708 B
Setor Marista – CEP 74215-240

(62) 34128633

ITABERAÍ – GO

Premium Centro Clinico
Rua 19, Qd. 33, Lt. 01
Vila Leonor – CEP 76630-000

(62) 3375-2614

Contato

Ligamos para Você!

Informe seus dados e o melhor horário para ligarmos para você. Em seguida, entraremos em contato.

MAMOPLASTIA

A mamoplastia de aumento ou “cirurgia de prótese de silicone” ou “cirurgia de prótese de mama” é uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo. A seguir, estão os esclarecimentos sobre as dúvidas mais freqüentes, devendo muitas outras serem esclarecidas durante a consulta.

Indicação
Pacientes com mamas pequenas (hipomastia), com tamanhos diferentes ou formas desarmônicas.

Por onde são colocadas as próteses?
As próteses de silicone podem ser colocadas por uma incisão no sulco submamário (mais utilizada), periareolar ou via axilar.

Onde ficam as cicatrizes?
No sulco submamário, periareolar ou na axila.

Como são as cicatrizes?
As cicatrizes são mínimas, 4 a 6 centímetros, quase imperceptíveis.

Onde ficam as próteses nas mamas?
As próteses podem ficar atrás da glândula mamária (subglandular), mais utilizada, ou atrás do músculo peitoral maior (submuscular).

Qual a melhor forma e volume das próteses?
Isso é obtido, durante a consulta inicial, a partir do volume desejado pela paciente e da avaliação dos seguintes parâmetros: largura e comprimento de seu tórax, espessura da pele, subcutâneo e volume inicial da mama.

Depois de quanto tempo devo trocar minha prótese?
As próteses atuais não precisam ser trocadas de rotina, porém é preciso que a paciente realize acompanhamento pós-operatório. Somente em situações excepcionais de alteração da forma devido ruptura ou contratura capsular é que as próteses são trocadas.

Poderei amamentar futuramente?
Sim, a cirurgia não interfere na amamentação, pois a prótese é colocada abaixo da glândula mamária ou do músculo peitoral. A glândula mamária fica intacta e com sua função totalmente preservada.

Quando poderei voltar a dirigir?
Em média após 20 dias.

Qual o tipo de anestesia utilizada?
Podem ser utilizadas a anestesia local com sedação, a peridural ou anestesia geral. Depende da avaliação conjunta da equipe.

Qual a duração do ato cirúrgico?
A cirurgia dura em média 90 minutos.

Qual o período de internação?
Apenas 1 dia.

São utilizados curativos?
Sim, o uso de curativos será definido de acordo com o caso.

Quando são retirados os pontos?
Geralmente não utilizo pontos externos, assim, não é necessário retirar pontos.

Quando poderei tomar banho completo?
Após 24h.

Quanto tempo usar o sutiã após a cirurgia?
O tempo ideal é de 90 dias.

Quando retornar às atividades físicas?
Os exercícios devem ser iniciados progressivamente: caminhadas leves após 15 dias; esteira, bicicleta e musculação para as pernas após 20 dias; e os que envolvem os braços e o tórax após 45 dias.

CIRURGIA ÍNTIMA

O que é a cirurgia íntima feminina?
A cirurgia íntima, ou ninfoplastia, é um procedimento de diminuição dos pequenos lábios vaginais para poder aliviar o incômodo sentido pela mulher durante a relação sexual. A operação é simples e o paciente pode retornar para sua casa no mesmo dia.

Outros nomes para o procedimento
Cirurgia íntima feminina, ninfoplastia, cirurgia de redução dos pequenos lábios da vagina, plástica dos pequenos e/ou grandes lábios.

Indicações da cirurgia íntima feminina
Na maioria dos casos, a estética e o incômodo psicológico durante a exposição ao parceiro e a relação sexual é a motivação para a cirurgia. Em casos mais raros, a dificuldade em higienizar a região acaba provocando acúmulo de secreções e urina levando a infecções constantes, como candidíase, o que também leva as mulheres a optar pela cirurgia plástica. A cirurgia é indicada para casos em que o tamanho exagerado dos pequenos lábios pode causar dor durante a relação sexual. O incômodo acontece, pois, estas estruturas acabam dobrando-se para dentro da vagina durante a penetração.

Como é feita a cirurgia íntima feminina
Normalmente é utilizada a anestesia raqui ou peridural com sedação simples, para que a mulher durma durante o procedimento. Como opção, pode-se ainda usar apenas anestesia local com sedação. Nesses casos é possível deixar o hospital no mesmo dia. O cirurgião retira parte dos pequenos lábios e reconstrói essas estruturas. São dados pontos, normalmente absorvíveis, ou seja, que não precisam ser retirados posteriormente. As cicatrizes costumam ser discretas. O procedimento dura, em média, de 40 minutos à uma hora em meia. Por se tratar de uma cirurgia simples, a paciente pode ir para casa no mesmo dia.

A cirurgia objetiva melhorar o aspecto dos grandes lábios, pode-se fazer basicamente duas abordagens: para se diminuir utiliza-se pequenas cânulas de lipoaspiração com ou sem cicatriz na parte interna do grande lábio (a cicatriz fica pouco aparente). Quando o envelhecimento, perda de peso ou fatores de hereditariedade “murcham” os grandes lábios, o cirurgião pode melhorar a região com aplicações de gordura da própria paciente (lipoenxertia estruturada).

Quanto retirar?
A cirurgia objetiva melhorar o aspecto dos grandes lábios, pode-se fazer basicamente duas abordagens: para se diminuir utiliza-se pequenas cânulas de lipoaspiração com ou sem cicatriz na parte interna do grande lábio (a cicatriz fica pouco aparente). Quando o envelhecimento, perda de peso ou fatores de hereditariedade “murcham” os grandes lábios, o cirurgião pode melhorar a região com aplicações de gordura da própria paciente (lipoenxertia estruturada).

Contraindicações
A cirurgia íntima não possui contraindicações absolutas, no entanto, como em qualquer cirurgia, indivíduos com doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e insuficiência cardíaca, descontroladas devem evitar procedimentos cirúrgicos.Pacientes com infecção ativa no local ou corrimento devem fazer tratamento antes de se submeter à cirurgia. Também há uma recomendação especial para fumantes: abstinência por dois ou três meses antes da cirurgia. Por fim, mulheres com hipertensão, diabetes ou asma devem ser avaliadas sobre o risco da cirurgia.

Pós-operatório da cirurgia íntima femininaEquimoses (manchas arroxeadas)
Não é comum que a região fique arroxeada, mas pode acontecer caso algum vaso sanguíneo de pequeno calibre for rompido durante a cirurgia.Relações sexuaisPodem ser retomadas após 30 ou 45 dias após a cirurgia. É preciso que os pontos estejam resistentes (não estejam visivelmente frouxos) para resistir ao atrito na região e não se abrirem.

Repouso e volta ao trabalho
O repouso deve ser mantido pelo período de dois a três dias após a cirurgia. Depois disso, sem realizar grandes esforços físicos, pode voltar à rotina. Quem trabalha com esforço físico ou que precisa caminhar muito deve esperar três semanas para retornar ao trabalho.

Exercícios físicos
É possível retornar gradualmente aos exercícios físicos três semanas após a cirurgia. É indicado evitar exercícios que pressionem a região, como a bicicleta.

Sensibilidade
A região pode ter diminuição da sensibilidade após a cirurgia, mas a sensibilidade retorna após a cicatrização (cerca de 30 dias). A sensibilidade durante a relação sexual não será alterada.

Na hora do banho
A higiene da região íntima é feita normalmente com água morna e sabonete neutro, não é necessário o uso de sabonetes específicos para a genitália da mulher tampouco o uso de substâncias antissépticas.

Uso do banheiro
É recomendado que a mulher limpe a região com água e sabonete depois de urinar. Alguns médicos usam uma cola cirúrgica para impermeabilizar o local da incisão da cirurgia íntima. Esse produto impede que secreções entrem em contato e infectem a regiãoi. Nesse caso, a secagem simples com papel higiênico é suficiente. Quando estiver na rua, lembre-se sempre de carregar lenços umedecidos, que ajudam na limpeza.

Menstruação
O ideal é que a mulher não menstrue logo após a cirurgia, o que pode dificultar as medidas do pós-operatório, como a colocação de compressas frias, por exemplo. Portanto, o período recomendado para realização da cirurgia é logo após o final da última menstruação. Caso a mulher menstrue, a recomendação é que seja usado o absorvente interno, uma vez que o externo pode abafar e aquecer a região.

Vestuário
A mulher deve usar calcinhas frouxas de algodão e roupas confortáveis que permitam que a região permaneça bem arejada até que a cicatrização esteja completa, o que ocorre cerca de 30 dias após a cirurgia.

Dor e inflamação
A dor após a cirurgia íntima feminina é leve, mas pode aumentar caso os pequenos lábios inchem demais, causando atrito entre eles e consequentemente aumentando a inflamação, num ciclo.Para evitar o problema alguns cuidados são: fazer compressas geladas na região, manter repouso de dois a três dias, não realizar exercícios físicos, tomar banhos mornos, não esfregar a região e usar o anti-inflamatórios recomendado pelo médico. É possível sentar-se logo após a cirurgia, uma vez que a área não sofrerá nenhuma pressão anormal nesta posição.

Riscos da cirurgia
A cirurgia é bastante simples, por isso, os riscos remetem mais às intercorrências gerais, como infecções, sangramento e reações à anestesia.

CONTORNO CORPORAL

A combinação de lipoaspiração com lipoenxertia, também conhecida como lipoescultura, trata-se de um procedimento que consiste em aproveitar a gordura retirada com a lipoaspiração e inserir em outras áreas do corpo como rosto, lábios e glúteos. Os grandes méritos dessa técnica são baixo custo, grande versatilidade, fácil realização, grande disponibilidade de tecido gorduroso na maioria dos pacientes, não apresentando reações alérgicas ou fenômeno de rejeição.

Qual o tipo de anestesia utilizada?
No caso de procedimentos menores, como nos lábios e rosto, a anestesia pode ser local acompanhada de sedação.

Qual o tipo de anestesia utilizada na lipoenxertia glútea?
Está indicada a anestesia peridural, pois é a mesma que é utilizada para a lipoaspiração, que vai retirar a gordura das áreas que apresentam excesso.

Uma parte da gordura enxertada é reabsorvida?
É importante lembrar que parte da gordura injetada é reabsorvida pelo organismo, geralmente 20-30%. É importante uma boa técnica cirúrgica para se obter um bom percentual de aproveitamento da gordura enxertada.

Qual a duração da cirurgia?
Dependerá da extensão e número de áreas tratadas. Quanto mais extensas e maior o número, maior será o tempo gasto, podendo variar de 1 a 6 horas.

Qual o período de internação?
Normalmente, apenas 1 dia.

O pós-operatório é doloroso?
Geralmente é indolor.

É utilizado curativo?
É deixado um curativo local com micropore.

É necessário o uso de cintas?
Sim, a cinta ajuda a modelar e diminuir mais rápido o edema local devido à manipulação durante a cirurgia.

Em quanto tempo poderei observar o resultado definitivo?
A partir do terceiro mês, quando o inchaço vai desaparecendo.

REJUVENESCIMENTO FACIAL

A cirurgia da face (lifting facial ou ritidoplastia) é um procedimento cirúrgico que visa melhorar os sinais de envelhecimento no rosto e pescoço, como a queda de estruturas (supercílio, pálpebras e bochechas), a perda de volume (maçã do rosto, labial), a flacidez de pelo e músculos e acúmulo de gordura no pescoço (papada)
A associação de outros procedimentos (peeling, toxina botulínica, laser, prendimento, enxerto de gordura, lipoaspiração) contribuem para melhorar ainda mais os resultados além de retardar o processo de envelhecimento.

Tipo de anestesia:
Sedação intravenosa ou anestesia geral, dependendo de cada paciente.

Técnica cirúrgica:
Dependendo do grau de mudança desejado, as opções de cirurgia de ritidoplastia incluem lifting tradicional, lifting com incisão limitada ou Iifting de pescoço. Uma incisão de lifting tradicional, muitas vezes, começa na região temporal, continua em torno da orelha e termina na parte inferior do couro cabeludo. A gordura pode ser esculpida ou redistribuída na face, na papada e no pescoço. Normalmente, o tecido subjacente é reposicionado nas camadas mais profundas da face e os músculos são elevados. Uma incisão abaixo do queixo também pode ser necessária para melhorar o aspecto de envelhecimento no pescoço.Outra alternativa utiliza incisões menores na região temporal, continuando em torno da orelha e, possivelmente, dentro das pálpebras inferiores ou sob o lábio superior. Esse procedimento é utilizado para corrigir papada, pele flácida no pescoço e acúmulo de gordura sob o queixo.Após a cicatrização, as linhas de incisão do lifting ficam bem escondidas no couro cabeludo e nos contornos naturais do rosto e do ouvido.

Tempo de internação:
De 12 a 24 horas.

Pós-operatório:
O curativo compressivo e o dreno são retirados 24 horas após a cirurgia. É comum a ocorrência de edema (inchaço) e equimose (roxidão), que geralmente regridem em até 21 dias. A sensibilidade da área operada pode ficar reduzida por um tempo, mas a recuperação total ocorre com o passar do tempo. Deve-se evitar exposição ao sol por, no mínimo, 30 dias, sendo importante o uso de protetor solar.

Resultado definitivo:
O resultado definitivo da ritidoplastia é alcançado em até 6 meses após a cirurgia. No entanto, à medida em que diminuem o inchaço e os hematomas é possível ver como ficará a aparência.